Retiro de Yoga & Alimentação Natural – 9 a 12 de Junho 2016

 

cartaz RETIRO 72ppi-01

cartaz INFOS retiro 150ppi-01-01

cortado

Retiro de Hatha Yoga e Alimentação Natural – 9 a 12 de Junho

|| 2 Vagas disponíveis ||

O que esperar do Retiro?

4 dias repletos de actividades enriquecedoras!

Este é mais do que um retiro de Yoga. Decidimos criar uma experiência completa e profunda, com Hatha Yoga, Oficinas de alimentação saudável com a fantástica Isaura Candelaria, e dinâmicas de consciência interior, na falta de melhor nome, são coisas para serem vividas e sentidas, em grupo, com uma energia especial, que convida à transformações e ao bem-estar pleno.

É um momento para viver uma prática de yoga intensa, totalmente diferente de aulas semanais, mas sempre com respeito pelo ritmo do corpo. É um momento para nos alimentarmos bem, com refeições nutritivas e saudáveis sempre à nossa espera, preparadas para nós com amor. É um momento para aprendermos um pouco da cozinha da Isaura, que deleita tantas pessoas. É um momento para conhecermos outras pessoas, que partilharão connosco as suas experiência e enriquecerão o retiro, envolto da energia sempre típica de um retiro espiritual – é a dinâmica do grupo a funcionar por si mesma! É um momento de nos expressarmos livremente, sermos quem queremos ser, em total liberdade. É um momento para nos libertarmos, de bloqueios, de padrões comportamentais, de sofrimentos. É um momento de paz e de descanso. É um retiro de pura alegria e bem-estar.

Todas as pessoas são bem-vindas, basta querer vir, com disponibilidade e um sorriso. Praticantes de Yoga de todas as tradições e níveis de experiência são bem-vindos.

 

O que esperar das aulas de Hatha Yoga?

Tenho uma visão fluída e terapêutica do yoga, para saberem exactamente o que é isso na prática, venham ao retiro! As aulas serão exigentes nos momentos adequados, relaxantes noutros, com os alinhamentos necessários, aliando a técnica e os detalhes, à experiência pessoal, introspectiva e silenciosa que é o yoga. Quando digo que a minha abordagem é terapêutica refiro-me especialmente à atenção que dou ao relaxamento nas posturas, através de ajustes eficazes e dicas verbais. Como costumo dizer, ficarmos numa postura exigente tensos e contraídos é fácil, o que é difícil e avançado é conseguir relaxar! Será também dado particular ênfase ao movimento livre e criativo, aprendermos a mexer-nos com o nosso corpo, sair da rigidez das posturas fixas, de forma segura e benéfica, mantendo sempre a essência do Yoga. Aprender a sermos livres, sem querer agradar ninguém, sem competir, aprender a respeitar e a conhecer o nosso corpo e a fazermos só o que realmente queremos.

Onde?

A Quinta da Enxara, em Mafra, a 20 minutos de Lisboa e isolada do caos das cidades, é um local de retiros maravilhoso, e iremos tê-lo só para nós! As instalações são excelentes, toda a casa é muito bonita, em madeira, com quartos espaçosos com casa de banho dentro de cada quarto, espaços de refeição interiores e exteriores com vistas fabulosas, espaços comuns para ler e descansar, e salas para prática de yoga e meditação com vistas e ambientes fantásticos, com todos os materiais. Venham ver por vocês mesmos, o local é único.

Durante o tempo livre poderão fazer uso de tudo o que a Enxara tem para oferecer:

  • Sauna Finlandesa.
  • Piscina natural, para aproveitar o calor de Junho.
  • Biblioteca com livros diversos e inspiradores para consultar.
  • Terapias individuais (custo complementar).
  • Um espaço em paz no meio da natureza para passear, contemplar…
  • + outras surpresas ao longo da propriedade.

O alojamento será feito em quartos partilhados (4 ou 6 camas em cada quarto), muito bonitos e espaçosos, com separação entre feminino e masculino. Há a possibilidade de partilhar o quarto apenas com uma pessoa ou ficar sozinho, mediante um suplemento extra. Todos os quartos têm casa de banho interior, com instalações muito boas. Não queremos que ninguém fique fora do retiro por isso tentámos manter os preços baixos o máximo que foi possível, nomeadamente através do sistema dos suplementos.

Valor:225€ p. pessoa

Vagas limitadas!

Extras:

Suplemento lençóis: +12€

Suplemento quarto duplo: + 38€ por pessoa

Suplemento quarto individual: +121€

 

Opção só 1 dia sem dormida (10 ou 11 de Junho):

Preço normal 75€ p. pessoa

 

Os valores incluem a estadia, as actividades e a alimentação durante todo o retiro (excepto no retiro de 1 dia, que inclui tudo desde a primeira até à última actividade desse dia). Será necessário levar lençóis de cama individuais para quem não optar pelo suplemento no acto da inscrição.

Inscrições até 2 de Junho.

Para efectuar a inscrição no retiro e reserva de lugar é necessário fazer a transferência bancária do valor de 100€ para: PT50 0007 0000 0004 4141 0152 3  (por favor indique o seu nome na transferência + “Retiro Yoga”) com envio de comprovativo para theyogamasala@hotmail.com. Posteriormente ser-lhe-à enviada a ficha de inscrição para preencher.
O remanescente do preço deverá ser pago até dia 2 de Junho, 1 semana antes do retiro.

Não há devoluções do valor da inscrição, por motivos de viabilização e organização do retiro.

Possibilidade de pagamento parcelado, entre em contacto connosco para saber mais.

Faça a pré-inscrição enviando um e-mail para theyogamasala@hotmail.com e reservaremos uma vaga para si durante 7 dias.

 

PROGRAMA

QUINTA – Ambientação

18:00-18:30 – Chegada

18:30 – Boas-vindas aos participantes e apresentação do retiro.

19:00-20:00 – Prática de Hatha Yoga

20:00 – Jantar.

21:00 – Sat Saṅga – Pranayama, Mantras e meditação – entrando na energia do Yoga.

21:45 – Yoga Nidra

22:30 – Descanso e silêncio.

 

SEXTA – Experimentar uma realidade diferente

07:45 – Sumo e chá – limpeza e purificação

08:00 – Silêncio e prática de Meditação.

08:30- Prática de Hatha Yoga

10:00-12:00 – Brunch Especial por Isaura Candelaria, com palestra sobre alimentação integral e consciente – as bases de uma alimentação saudável.

14:00 – Circulo de conhecimento.

15:00 – Oficina de Cozinha Bio-Vegana com Isaura Candelaria  – elaborar uma ementa completa adequada ao verão – como e porquê? (mais detalhes em baixo)

18:30 – Jantar.

20:00 – Sat Saṅga – Ayurveda, a medicina Indiana – conheça o seu Dosha – Dicas de bem estar da medicina Indiana.

21:00 – Yoga Nidra para dormir bem.

22:00 – Descanso.

 

SÁBADO

07:00 – Silêncio e prática de Meditação.

07:30 – Prática de Hatha Yoga.

09:00 – Pequeno-Almoço

10:30 – Meditação, yoga e problemas na prática – O que vemos quando olhamos para dentro de nós? Ferramentas para ultrapassar problemas – Anitcha.

13:00 – Almoço e tempo livre

15:00 – Clínica de Asanas – Dúvidas e ajustes pessoais para as posturas – aprender comigo e com os outros.

16h30 – Caminhada meditativa e início do período de silêncio e introspecção

18:30 – Prática de Yoga Restaurativo & Yoga Nidra

20:00 – Jantar.

21:00 – Satsang  – meditação activa e expressão corporal – aprender a fluir e a relaxar – estar presente, em silêncio.

22:00 – Descanso.

 

DOMINGO

07:00 – Silêncio e prática de Meditação.

07:30 – Prática de Hatha Yoga.

09:00 – Pequeno-Almoço e fim do Período de Silêncio – Conversar!

10:00 – Organização mental – o que penso, o que sinto e o que não me faz falta? Como me relaciono? – Dinâmica em grupo.

13:00 – Almoço e tempo livre.

15:30 – Sat Saṅga de encerramento, com dinâmicas surpresa.

16:30 – Prática de Hatha Yoga.

18h00 – Despedida e Fim do retiro.

 

Oficina Bio Vegana – Sexta, 9 de Junho – 15:00 às 18:30

Cozinhando no Verão

Ideias, dicas e variações em torno de um menu completo, da entrada à sobremesa.

– Critérios básicos a considerar nesta época do ano.

– Quais os ingredientes que não podem faltar na nossa cozinha?

– A maneira de cozinhar na Verão.

– A nossa cozinha como laboratório para a prevenção e o reequilíbrio

– Confecção de uma ementa completa a maneira de exemplo.

Menu a definir em breve, que dependerá em grande medida do que se tenha disponível nessa altura na horta 😀

 

 

 

 

A morada: Colectivo Enxara, Associação Cultural e Humanista – Quinta da Enxara, Estrada Nacional 9-2, km 13 – 2665-053 Enxara do Bispo, Portugal

Como chegar – De carro – Vem pela A8, sai na saída nº 6 (a que diz Enxara/Sobral), passando a portagem vira à direita e anda 1,5km até veres o portão do lado esquerdo com a indicação – Quinta da Enxara… Fica ao km 13 da Estrada Nacional 9-2.

BOLEIAS: Fazemos a ponte para pedir ou oferecer boleias entre os participantes do retiro. Fale connosco se estiver interessado em algum dos dois, informando-nos de onde vem.

 

 CONTACTOS: theyogamasala@hotmail.com | 914055770 (Rita)

Este slideshow necessita de JavaScript.

Existirão terapias à parte, que disponibilizamos apenas para benefício dos participantes, a para quem sentir que lhe apetece e que faz sentido: Com Antonieta, Psicoterapeuta Corporal e de Processos de Memória Profunda. O valor de uma sessão é 40€.

Trabalha com Trauma de Nascimento e outros (acidentes, choques emocionais), Doenças Crónicas e Stress. Problemas emocionais e de relacionamentos. Problemas de ligação espiritual e existencial.  Formação em Psicoterapia Corporal nomeadamente -Massagem Biodinâmica, Vegetoterapia e Psicoenergética. Formação processos de Memória Profunda (terapia Regressiva), Constelações Familiares com a metodologia de Bert Hellinger e Franz Ruppert, Gestalt, Psicologia e Filosofia. Facilitadora de meditações activas e rodopio sufi. Coordenadora da formação em Massagem Biodinâmica para Asas e Raízes e coordenadora de projectos da Quinta da Enxara.

 

Quem Somos?

Isaura Candelaria

A Isaura é um daqueles tesouros que irradia luz e amor. Além de luz e amor, tem um conhecimento muito vasto sobre alimentação natural.

Chegou a este planeta terra há 56 anos, em Cusco, Perú. Fez estudos na Universidade Católica PUC de Lima, formou-se em Antropologia Cultural, e participou em diversas pesquisas na linha de Educação e Interculturalidade.

Mas o seu interesse começou a mudar em 1980, quando decidiu optar pelo vegetarianismo e pelas formas naturais de cura. Esta procura levou-a a São Paulo, no Brasil, onde estudou na Escola de Nutrição Satori (1993-1996), sob a direcção dos professores Tomio Kikuchi e Bernadete Kikuchi.

A partir de então aprofundou e vivenciou em primeira pessoa a auto-cura e a Alimentação Psicossomática. Dirigiu cursos e workshops de Cozinha Natural no Perú e mais tarde em Portugal.

Estudou na “International School of Biodynamic Craniosacral Therapy – ISBC” Kiental, na Suíça (2003-2006), sob a direcção de Frederick Wolf. Estes estudos deram-lhe uma visão mais ampla e profunda sobre o ser humano, sobre a VIDA, a saúde, a cura, e permitiram-lhe integrar melhor aspectos físicos, psico-biológicos e espirituais numa nova dimensão, cada vez mais holística.

Tem assumido este trabalho corporal como uma maneira de servir e de dar continuidade a formas de cura inspiradas nas suas raízes andinas. Utiliza também, como suporte, a Terapia com essências florais do Dr. Edward Bach e a orientação alimentar.

“Continuo à procura… de encontrar-me, de evoluir como ser humano, como mulher, de transcender, individualmente e em conjunto. Procuro servir e ser capaz de amar incondicionalmente todos os seres, na convicção profunda de que todos somos uma unidade, e expressão da divindade na terra…”

Na cozinha faz a sua própria fusão única e inconfundível, cozinha com amor e quem saboreia sente-o logo. Longe da publicidade das redes sociais, a Isaura existe e prefere o contacto pessoal ao virtual.

É um privilégio poder ter a Isaura connosco neste retiro. Quem vier sairá certamente com uma visão diferente, mais sábia e mais feliz, relativamente à alimentação e à arte de cozinhar.

A Isaura dirige hoje o seu projecto Tinkuy, em Sintra, Portugal.

 

Rita Serra Lopes

Tem uma formação de Instrutores de Yoga 200horas certificada pela Yoga Alliance, estudou Terapias Corporais Ayurvedicas, Thai Yoga Massage e Meditação Vipassana. Viajou pela India, onde praticou Hatha Yoga e meditação. Participou em workshops e intensivos de yoga com diversos professores nacionais e estrangeiros em Kriya Yoga, Hatha Yoga, Ashtanga Yoga, Yoga Nidra e Yin Yoga. Mas acima de tudo aprendeu muito sobre o yoga, a vida e a arte de viver com as pessoas, os seus alunos, os seus professores e a sua experiência pessoal. O yoga mudou a sua vida e hoje tenta partilhar o que pode com os seus alunos. Além do Yoga, muitas abordagens a inspiram para viver melhor e tentar passar isso aos outros: Tarot, Expressão Corporal, Método Silva de controlo mental, Comunicação Não Violenta, e muitas outras coisas que muitas vezes nem têm nome! Participou em diversos retiros e agora sente que esta é a altura de facilitar o seu, de poder transmitir e partilhar tudo o que aprendeu até hoje e a sua forma de ver  o que experienciou.

“Conheci o yoga numa altura em que para mim não havia sentido na vida. Hoje além de “instrutora”, sou acima de tudo praticante devota deste modo de vida chamado yoga. Mas o yoga não mudou a minha vida no dia em que entrei na primeira aula, nada disso. Quando comecei a praticar, os 10 minutos do relaxamento final eram para mim uma tortura, quando devia apenas relaxar e esquecer tudo, era quando me concentrava mais em tudo o que estava mal e me tornava cada vez mais obcecada com certas situações. Eu gostava das aulas, entrava e sentia uma energia positiva, que sinto em muito poucos lugares ou situações, sentia a paz à minha volta e gostava da novidade, estava em sintonia com a pouca força de vontade que tinha em mudar a minha vida, que era inteiramente despendida nas duas aulas semanais que fazia. Não foi pacífico, o yoga ajudou a trazer o conceito de “calma” para a minha vida, mas muitas vezes me questionei se fazia sentido continuar, porque me “stressava” ainda mais no relaxamento final e acabava por sair de lá ainda mais focada no que queria esquecer… Mal sabia eu que é isso mesmo que o yoga faz, faz-nos enfrentar a nossa vida se estivermos dispostos a enfrentarmo-lo a ele, apenas isso! Felizmente, ou por força do destino, nunca desisti da prática. O interesse em mudar de vida (sabia que alguma coisa estava mal na maneira como vivia, nada me satisfazia plenamente e saltava de obsessão em obsessão, fossem elas quais fossem) fez com que começasse a interessar-me pela teoria do yoga e por terapias alternativas, o que me levou, inexplicavelmente ou mais uma vez por obra do destino, à medicina ayurvedica, uma área fascinante de conhecimento sobre a nossa saúde. Esse interesse levou a atirar-me de cabeça para uma formação intensiva em terapias corporais ayurvedicas, que ajudou a virar a minha vida. De repente já estava na direcção do caminho certo, agora era só começar a caminhar! Ao mesmo tempo, fiz aulas com um novo professor de yoga, que me ensinou muito e a quem devo muito. Vi o mesmo yoga de outra perspectiva e com outros sentimentos. O flirt virou paixão, e do curso de ayurveda saí com a certeza de que o yoga era uma coisa muito séria na minha vida, e aquele era só o inicio… a vida fala connosco assim! As pequenas lições do yoga começaram a despertar. Para além de como me manter equilibrada na postura da árvore ou em utthita hasta padangusthasana, ou de como finalmente fazer sirsasana, aprendi muitas coisas.

Aprendi, acima de tudo, muito sobre o amor, que já conhecia, mas que confundi muitas vezes. Aprendi que não devemos procurar em alguém o que não encontramos em nós. Aprendi que para amarmos temos de estar bem connosco primeiro, senão o amor nunca será verdadeiro. Aprendi que confundimos amor com apego, e que essas são coisas tão diferentes… Que não precisar de alguém e amá-lo/a mesmo assim é o sentimento mais nobre que existe. Aprendi que existe uma coisa chamada Ego. Que esse ego é o que nós achamos que somos, a nossa personalidade, o nosso eu que identificamos com o nosso corpo, as nossas manias, os nossos defeitos e as nossa qualidades. E que esse ego é irreal, não vale nada. Aprendi que o yoga destrói essa ideia de ego, esse ego-ismo. Aprendi que (quase) tudo é passageiro, que devemos (tentar) valorizar o que é permanente. Fiz as pazes com a religião, com quem me tinha chateado há muito tempo, e aprendi a aceitar que tudo o que existe não está encerrado em mim. Aprendi que tudo o que sentimos e pensamos, tudo o que achamos que é a realidade, é apenas a construção da nossa mente. Aprendi que podemos sentir e pensar o que quisermos, que somos livres e quão bom isso é! Aprendi a aceitar o que acontece, a aceitar os outros como são. Aprendi que as coisas dos outros não dependem de mim, que o meu diâmetro de alcance é pequeno e acaba onde posso fazer meras sugestões aos outros. Aprendi que são precisas duas pessoas para as coisas correrem mal. Aprendi que era mesmo verdade, a minha boa energia irradiava mesmo para os outros nas suas relações comigo. Aprendi o que é a felicidade, essa coisa que está sempre lá, como pano de fundo, que existe só porque sim, esse sentimento de paz e plenitude, que existe em todos nós, naturalmente, sem depender de nada e nos faz ver a vida com outros olhos. Aprendi que o dinheiro (e afins) não traz mesmo felicidade, nem um bocadinho, nem ajuda, nada. Aprendi uma palavra nova: “desapego”. Engraçado, desap-ego, lá está o ego outra vez, que dá origem a tantas palavras más. O desapego, uma palavra tão difícil de definir e tão mal compreendida que ficará para outro texto. Aprendi a adormecer e a dormir bem, conhecimentos valiosos para quem sofreu de insónias durante anos. O yoga apareceu na minha vida para me mostrar que a paz existe, que é possível haver silêncio na mente, e que sabe tão bem saborear esses momentos. E, especialmente para mim, que os 10 minutos de relaxamento final são impagáveis!

O yoga é algo que está sempre connosco, ou comigo, neste caso. Aprendi a nunca dar por garantida a nossa sanidade mental e sou uma sortuda por ter o yoga sempre comigo. Todos os dias aprendo coisas novas com o yoga, e todas elas me tornam uma pessoa melhor e mais feliz, para mim e para os outros: afinal o yoga é, aos meus olhos, um estilo de vida. Cá está o yoga todos os dias, para me motivar e me fazer ver o que é importante, e que bom que é o que sobra quando fazemos a triagem do que interessa e do que não interessa na vida, todos os dias, no meu caso com a orientação do yoga, sempre, e com a ajuda de tantas outras filosofias e métodos, que nos inspiram e orientam a viver uma vida plena e feliz.”

 

O que os alunos dizem de si?

“A D O R O … as aulas de HATHA YOGA com a prof. Rita! Como tanto empenho, graciosidade e pormenor me têm feito sentir agradecida e inspirada 😉
São sempre sempre sempre revitalizadoras as aulas, não há nenhuma da qual eu tenha saído indiferente. O meu início fantástico com o Yoga agradece-te, é sempre surpreendente o entrar e o sair das tuas aulas.
Muito Obrigada pelo profissionalismo que ressalta bastante à vista Rita!” 

“Gosto particularmente de como a aula está estruturada”

“Gostei de conseguir conciliar movimento/respiração/pensamento e aplicar isso nos casos práticos, do dia-a-dia”

“Continua, estás num bom caminho! Obrigado!”

“Gostei particularmente de perceber a razão dos movimentos. Gostei de tudo! “

“Gostei muito Rita, obrigada!”

“Gostei particularmente de aprender a respirar pela narina da energia e da calma. Gostei imenso do curso e quero continuar!”

“Gostei particularmente de TUDO, em pormenor!”

“Adoro as aulas e as explicações, por isso só aconselho a continuar, está no bom caminho e com mais experiência há-de ficar cada vez melhor, não sei em quê 🙂 ”

 

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s